30/12/2011

O Gênero Ficção Científica

Cinema de FC é um gênero de filme que usa representações especulativas baseadas na ciência dos fenômenos imaginários, como alienígenas, planetas, extraterrestres e viajar no tempo, muitas vezes, juntamente com elementos tecnológicos, como naves espaciais futuristasrobôs e outras tecnologias.
O filme de FC tem sido utilizado na ocasião para observações críticas de questões políticas ou sociais, e exploração de temas filosóficos como a definição de ser humano. Esse tipo de filme, originada com o cinema mudo, quando o Le Voyage dans la Lune (1902) por Georges Méliès impressionou o público com seus efeitos fotográficos. De 1930 a 1950, constituído, principalmente, os filmes de gênero da série B em um orçamento. 
Após o marco de Stanley Kubrick 's 2001: Uma Odisseia no Espaço, de 1968, o filme de FC foi levado mais a sério. No final de 1970, o orçamento de efeitos especiais se tornaram populares com o público. Filmes como Star Wars e Contatos Imediatos do Terceiro Grau abriram o caminho para o sucesso de vendas nas próximas décadas, como ET o Extraterrestre (1982) e Men in Black (1997).
 Definir com precisão quais os filmes que pertencem ao gênero da FC é muitas vezes difícil, porque não existe uma definição universalmente aceita do sexo ou da literatura de gênero subjacentes. De acordo com uma definição:

O filme de FC é um gênero de filme que enfatiza a ciência real ou especulativa e extrapolou o método empírico, interagindo em um contexto social que é menos estressado, mas ainda presente, o transcendentalismo de magia e religião em uma tentativa para reconciliar o homem com o desconhecido (Vivian Sobchack).

A FC envolve uma explosão de imaginação em realidade usando a ciência como um álibi para a fantasia, conduzindo a transformação de uma referência tanto e, supostamente, eminente cientista credível que falham em ambos os casos, um papel lendário (Joan Bassa e Freixas Ramon).

A definição pressupõe que haja um contínuo entre a evidência empírica real (mundo e transcendentalismo (sobrenatural)), no qual o filme de FC é parte do empirismo e do horror e da fantasia do lado do transcendentalismo. No entanto, há vários exemplos de filmes de FC de terror, como Frankenstein e Alien.
E filmes como Star Wars, que unem elementos típicos do gênero de FC, naves espaciais e robôs, com elementos místicos e mágicos como a força mais adequada para o gênero da fantasia. Alguns críticos usam termos como fantasia científica indicar a mistura do gênero daqueles filmes. O estilo visual do gênero FC pode ser caracterizado por um confronto entre as imagens exóticas e familiares. 
Este confronto ocorre quando as imagens se tornam familiar estranho, como é o caso de A Laranja Mecânica, onde se repete o bar Korova para um ambiente mais familiar estranho. O processo inverso também ocorre, quando o Dr. Strangelove, a distorção da família humana, torna as imagens mais bizarras.
Finalmente, pode ser o caso quando a estranhas e familiares imagens são justapostas, como em Deadly Mantis Comomanis, predando escala gigante do Monumento de Washington. O Gênero FC é uma forma de ficção que se desenvolveu no século 20 e se refere a qualquer ficção que inclua um fator científico como um componente essencial da narrativa. Este tipo de ficção lida principalmente com o impacto da ciência - real ou imaginária - sobre a sociedade ou indivíduos.

Figura: Frankenstein. Fonte: acupunturacontemporanea.blogspot.com

Este tipo de gênero literário pode consistir de uma extrapolação cuidadosa e bem informada de fatos e princípios científicos, bem como pode tratar de áreas completamente imaginárias, que sejam até contraditórias a tais fatos e princípios. Em ambos os casos, a plausibilidade baseada na ciência é um requisito obrigatório.
Desse modo, a novela gótica Frankenstein (1818), de Mary Shelley e O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde (1886), de Louis Stevenson, são considerados como FC, enquanto Drácula (1897), de Bram Stoker, que é baseado puramente no sobrenatural. O Gênero FC surgiu ao final do século 19, com os romances científicos de Júlio Verne, cuja ciência estava ao nível da invenção, e com as novelas científicas de crítica social de H. G. Wells.

Figura: Arthur C. Clarke. Fonte: overthinkingit.com

A FC teve um grande impulso de desenvolvimento a partir de 1926, quando Hugo Gernsback fundou a Amazing Stories Magazine, que era devotada exclusivamente a estórias deste gênero de literatura. O rádio, a TV e o cinema têm reforçado grandemente a popularidade da FC.
Entre os maiores escritores do gênero podemos citar Arthur Clarke, Isaac Asimov, A. E. Van Vogt, J. G. Ballard, Ray Bradbury, entre outros. O enfoque destes autores incluem predições de sociedades futuras na Terra, análises das consequências da viagem interestelar e uma imaginativa exploração de formas de vida inteligentes e suas sociedades em outros mundos. Asimov, em Mistérios:

Muitas pessoas revelam a tendência de só conseguirem classificar a FC como um membro a mais do grupo de literatura especializada que inclui histórias de mistério, westerns, aventuras, histórias esportivas, histórias de amor e assim por diante. Isto sempre pareceu estranho àqueles que conhecem bem a FC, pois esta é uma resposta literária à transformação científica, e esta resposta pode percorrer toda a gama da experiência humana. A FC, em outras palavras, inclui tudo. De fato, você explica cuidadosamente todas as facetas do futuro ambiente com bastante antecedência, de modo que o leitor tenha uma chance decente de ver a solução. Mesmo alguns dos fatos reais de nosso presente devem ser mencionados se tiverem que ser usados, apenas para garantir que o leitor esteja ciente do mundo atual que o envolve (ASIMOV, Mistérios, p. 8-10, 1970).

No prefácio do livro, Asimov revela que ele é amigo próximo de Arthur C. Clarke, e cada qual dizia ser o outro o melhor autor de FC, numa espécie de acordo.

Figura: Isaac Asimov. Fonte: mensa.com.br

FC é um termo mal compreendido. Trata-se de um "gênero" que apresenta histórias fictícias e fantásticas, mas cuja fantasia propõe-se a ser plausível, quer em uma época e local distante ou próximo, ou mesmo no aqui e agora. Na realidade sequer é de fato um "gênero" tal como Drama, Policial ou Aventura, mas na verdade, uma característica na história. Uma obra de FC pode ser de qualquer gênero.
A grande diferença é que ela tenta convencer seu público de que as ideias que apresenta podem não ser possíveis no contexto atual, mas poderiam ser, valendo-se de uma explicação científica ou pelo menos racional. É diferente da FC onde a preocupação de afirmar a viabilidade real de seus acontecimentos não ocorre, ou ocorre de forma não racional.
Para validar algo que não é possível no nosso contexto atual, a FC pode recorrer a: Ambientação Futura, Inteligências não humanas: Extraterrestres, Intraterrestres, Interdimensionais etc., Inteligências Humanas: Gênios e Cientistas.
Curioso é que numa pesquisa aleatória uma porcentagem pequena de pessoas declara ser esse o gênero favorito, não obstante este é com certeza o gênero cinematográfico mais bem sucedido do mundo. Até o ano 2000 pelo menos, apenas alguns sucessos como Titanic e Forest Gump, escaparam do gênero fantástico, mas a maioria é de FC, Star Wars, Independence Day, ET, Batman e etc.
Um bom apreciador do gênero necessita ter receptividade a ideias novas, abertura a ousadias intelectuais. Não é a toa que poucas pessoas apegadas a radicalismos religiosos consigam apreciá-la.          

Blogs

Postagens Populares

Entre em Forma