28/01/2016

Homo Naledi - Nova Espécie do Gênero Humano


Homo naledi é uma espécie extinta da tribo Hominini, uma nova espécie de hominídeo, anunciada em 2015, que tem características do pré-humano Australopithecus e poderia ser a espécie mais antiga do gênero Homo. Foi descoberta dentro do sistema de câmaras Dinaledi na Caverna Rising Star, sítio considerado Patrimônio Mundial a 50 km de Joanesburgo, na África do Sul. A descoberta, feita em 2013, foi anunciada em setembro de 2015 pela equipe responsável pela investigação.
A espécie é caracterizada por ter estatura e massa corporal semelhantes a populações humanas de pequena estatura mas com um pequeno volume endocranial semelhante aos australopithecus. Seus descobridores, cientistas patrocinados pela National Geographic, anunciaram a descoberta dos ossos como a de uma espécie nova de humanos antigos, mas especialistas diferentes desejam que novas evidências sejam mostradas para que a afirmação possa ser cientificamente justificada; um deles, Christoph Zollikofer, antropologista da Universidade de Zurique, declarou que muitas das características dos ossos encontrados são vistas em animais mais primitivos e por definição não poderiam ser usadas para definir uma nova espécie; por sua vez, Tim White, paleontólogo da Universidade da Califórnia em Berkeley, declarou que o que foi apresentado até agora pelos descobridores pertence a um tipo primitivo homo erectus, espécie catalogada e nomeada no século XIX.
Restos de 1550 ossos pertencentes a 15 indivíduos foram encontrados durante as investigações iniciais e a equipe de escavação acredita que mais serão encontrados. O fato dos ossos terem sido descobertos juntos aponta para algum comportamento ritual da espécie, o que seria notável, já que se acredita que este tipo de comportamento tivesse surgido apenas muito tempo depois entre os Homo sapiens e Homo neanderthalensis.
Os ossos encontrados incluem crânios, mandíbulas, costelas, dentes, ossos de um pé quase completo, uma mão e ossos internos da orelha; entre eles há ossos de idosos adultos e crianças, estas identificadas por pequenos ossos vertebrais. Alguns dos ossos têm a aparência dos ossos do humano moderno e outros parecem ser mais antigos que os do australopithecus, um antigo ancestral do homem. O polegar, o pulso e os ossos da palma da mão são como os atuais mas os dedos da mão são curvados, como os do australopithecus e usados para escalada. 
O material ainda não tem data esclarecida mas a anatomia primitiva da espécie, como o pequeno volume do cerébro, indica que ela evoluiu perto ou no início do gênero Homo e existiu entre 2,5/2,8 milhões de anos atrás. Geólogos calculam a idade da caverna em cerca de três milhões de anos. 


Morfologia e interpretações

As características físicas de H. Naledi apresentam semelhantes ao gênero Australopithecus, e ainda traços mais característicos do gênero Homo, bem como características não conhecidas em outras espécies hominíneas. H. Naledi media cerca de 150 centímetros de altura, sua estatura é próxima dos pequenos seres humanos modernos. Os machos adultos mediam cerca de 150 centímetros de altura e pesavam em média 45 quilos, enquanto as fêmeas eram um pouco menores e pesavam um pouco menos. Uma análise do esqueleto de H. Naledi sugere que ele ficava em pé e era totalmente bípede. A sua mecânica de quadris é similar aos australopitecos, mas seus pés e tornozelos são mais semelhantes aos do gênero Homo.

Blogs

Postagens Populares

Entre em Forma